quinta-feira, janeiro 14, 2010

AGENDA CULTURAL DE LISBOA Um protesto

"14 de Janeiro de 2010



Caro António Costa,



A IST-PRESS, editora do IST, está a editar (está na tipografia) um livro meu sobre a Teoria da Relatividade, que será apresentado no IST no próximo dia 20.



Por sugestão minha, enviou em Dezembro para a Agenda Cultural da Câmara Municipal de Lisboa a nota com um pequeno texto sobre este livro (que lhe envio aqui em anexo) com o pedido de a divulgar nas páginas da agenda sobre novos livros.



A agenda de Janeiro já estava encerrada mas, quando o pedido foi renovado para a notícia sair na agenda de Fevereiro, a IST PRESS foi informada por um email, de 5 de Janeiro, de que:



" O pedido de divulgação do livro "Relatividade e Física Clássica - continuidade e ruptura" de António Brotas mereceu a nossa melhor atenção. Informamos, no entanto que não se enquadra na política editorial da Agenda Cultural, pelo próprio perfil de publicação, a divulgação de livros técnicos. Assim damos preferência a géneros destinados ao público em geral a que se destina uma publicação desta natureza: romance, poesia, ensaio e literatura infanto-juvenil. "



Os responsáveis pela Agenda Cultural nem sequer viram que não se trata de um livro técnico, mas científico - e acessível a um largo público. Em qualquer caso, considero um atentado cultural a Agenda Cultural da Câmara de Lisboa ter uma política editorial que exclui, como opção de princípio, livros de divulgação científica. Como igualmente seria a exclusão de livros técnicos produzidos em Portugal e de interesse para o público português.



Trata-se, no fundo, de tratar este público como um público menor, e de ter uma ideia muito estreita, e a meu ver muito nefasta, da cultura que interessa ao país.



Como munícipe penso que a Câmara de Lisboa deve rever este assunto.



Peço-lhe, assim, que no próximo dia 20 mande alguém ao IST comprar o livro e assistir ao seu lançamento, para lhe dar um parecer sobre se a Agenda Cultural da Câmara de Lisboa do mês de Março o deve referir, ou não.



Como munícipe vou estar atento.



Em anexo, envio-lhe, desde já, além do anúncio do lançamento, o índice do livro e cópia de um sub capítulo.



Com as minhas melhores saudações



António Brotas"